Imagem de destaque JARDIM PARA BORBOLETAS - Homenagem a Yara Souto foi muito prestigiada e praça pode ganhar nome da educadora

JARDIM PARA BORBOLETAS - Homenagem a Yara Souto foi muito prestigiada e praça pode ganhar nome da educadora

02/09/2019 - 16:44 | atualizado em 17/10/2019 - 11:47
ASCOM | Texto: Luís Carlos Gusmão | Fotos: Acervo Pessoal

A Prefeitura de Montes Claros, através da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, e em parceria com o Ministério Púbico Estadual, inaugurou nessa sexta-feira, dia 13, mais uma escultura gigante de borboleta, dessa vez em homenagem à educadora Yara Souto, recentemente falecida. O jardim também ganhou um busto de Yara, feito de material reciclável. As obras são de autoria do artista Gu Ferreira, com auxílio dos reeducandos do programa Para Além das Prisões.

As artes estão afixadas em uma praça do bairro Todos os Santos, ao lado do Estádio José Maria Melo (Cassimiro de Abreu), e que poderá, em breve, ganhar o nome de Praça Yara Souto, segundo informou um vereador que entrará com um projeto na Câmara Municipal para batizar o espaço.

O programa Jardim para Borboletas, que é vinculado ao Para Além das Prisões, tem a finalidade de homenagear mulheres da sociedade montes-clarense através da construção de jardins com esculturas de borboletas. Já receberam a homenagem, além da educadora Yara Souto, a promotora Ana Heloísa Marcondes Silveira, a enfermeira Antônia Colares “Tonha da Santa Casa”, a doméstica Maria da Conceição “Dona Custodinha” Silva, a educadora Marina Helena Lorenzo Fernândez Silva e a religiosa Joana Maria Juliana Wandekeybus, a “irmã Veerle”. A próxima homenageada será a médica Priscila Bernardina Miranda Soares.

Para o secretário municipal de Meio Ambiente, Paulo Ribeiro, o programa Jardim para Borboletas tem uma importância significativa, pois, além da sua ação social, enaltece o papel da mulher e rompe com as barreiras do preconceito e do machismo, principalmente no Norte de Minas, onde esses excessos persistem em reinar. “O Meio Ambiente nunca foi tão prestigiado e protegido em Montes Claros”, lembrou.

O Promotor de Justiça de Montes Claros, Paulo César Vicente de Lima, frisou que o “Para Além das Prisões” é um programa piloto que vem sendo benéfico para os reeducandos do sistema prisional e também para a sociedade, que está sendo beneficiada com a criação dos espaços verdes. O programa tem a finalidade de embelezar a cidade e homenagear mulheres que foram e que são ativas na sociedade, através de esculturas de borboletas feitas de aço e sucata, confeccionadas pelo artista Gu Ferreira, contratado pela Prefeitura, com o apoio de reeducandos egressos do sistema prisional. “O jardins atraem borboletas, o que já vem acontecendo, e são cuidados e cultivados por pessoas em situação de rua, oriundos do Banco de Oportunidades, criado por uma lei inédita (Lei Municipal 5.079/2018)”, esclareceu o membro do Ministério Público.

Para o prefeito de Montes Claros, Humberto Souto, este é um programa importantíssimo, e tem um significado muito grande para as pessoas que servem e serviram o município de Montes Claros, com homenagens justas e feitas de forma simples, leve e poética. Citou que o programa beneficia pessoas que estão cumprindo o regime semiaberto e que recebem remissão de pena através da prestação dos serviços. “Os programas Para Além das Prisões e Jardim para Borboletas são executados praticamente sem custo para o município, já que envolvem vários parceiros”, enfatizou o prefeito, ao enaltecer todos os envolvidos, especialmente o Promotor de Justiça Paulo César, o secretário Paulo Ribeiro, além do artista Gu Ferreira, que vem construindo, com seu talento, as esculturas na cidade.


Parceria

Além do Ministério Público, a Prefeitura de Montes Claros conta, na execução dos programas “Para Além das Prisões” e “Jardim para Borboletas”, com a parceria do Conselho da Comunidade na Execução Penal da Comarca de Montes Claros; da Polícia Militar de Minas Gerais; da Secretaria de Administração Prisional – SEAP; da Defensoria Pública de Minas Gerais; do Programa de Ressocialização de Egressos do Sistema Prisional – PRESP; da Ordem dos Advogados do Brasil – OAB; do Serviço Voluntário de Assistência Social (SERVAS); da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado de Minas Gerais – EMATER; e da Casa de Acolhimento Amor e Vida,


Presença

A cerimônia em homenagem a educadora Yara Souto foi abrilhantada pela Banda de Música do 10º Batalhão da Polícia Militar; de músicos do Conservatório Lorenzo Fernândez; do Grupo Folclórico Zabelê; do cantor Wanderdaik e do Grupo de Seresta Amo-te Muito. A solenidade contou com a presença de amigos e familiares de Yara, do professor e radialista Benedito Said, que prestou uma homenagem a educadora, além de vereadores, secretários municipais, servidores do Município, dentre outros membros da sociedade.


Quem foi Yara Souto

Filha de Américo Souto e Maria da Conceição Guimarães, a Dona Quita, Yara Guimarães Souto Moura casou-se com Benjamim Pereira de Moura e teve 8 filhos. Foi técnica em Contabilidade, graduou-se em Pedagogia, com especialização em Orientação Educacional. Atuou como professora primária, inspetora e orientadora educacional. Realizou diversas especializações nas áreas de Comunicação e Ação Social. Foi secretária de Cultura de Montes Claros por 8 anos, provedora do Hospital Aroldo Tourinho, rotariana, e sempre se doou, colocando seus talentos a serviço da comunidade.

 

 

Brasão Secretaria Municipal do Meio ambiente
Site institucional da Secretaria Municipal do Meio Ambiente de Montes Claros - MG

Avenida José Corrêa Machado n° 900, Bairro Ibituruna
2211-3321